segunda-feira, 30 de maio de 2011

Organize um jantar romântico no dia dos namorados


Aproveitando o clima de paixão.... Organize você mesmo o jantar para o dia dos namorados 
Seguem as dicas 
Beijos


Dia dos Namorados é a oportunidade perfeita de fugir um pouco da rotina, voltar o olhar para quem está com você e dedicar tempo para o amor. O grande problema é que outras milhares de pessoas tiveram a mesma ideia, e o resultado são restaurantes lotados, fila de espera, comida duvidosa e stress. Se bem planejado, um jantar romântico em casa garante o clima e a diversão.


Se você optou pela solução caseira, esqueça a ideia de que preparar um jantar romântico é sinônimo de trabalheira e desgaste. Use 15 minutos para planejar e divida a organização em etapas que não ocuparão muito tempo da sua rotina. Para não esquecer nem um ponto importante, liste as pendências por tema: cardápio, decoração da casa, trilha sonora e cuidados pessoais. Depois, é só escolher o melhor presente e aproveitar a noite.

 Cardápio

* Opção superprática (mas sem perder o charme): se você não gosta de cozinhar, pode encomendar a refeição pronta em um restaurante bacana que vocês frequentam ou gostariam de conhecer. Aproveite para escolher um prato que nunca provaram. Como a época é atribulada para os restaurantes, ligue com no mínimo um dia de antecedência para fazer a encomenda. Não dependa da telentrega, marque um horário para buscar os pratos você mesmo, de preferência antes de começar a confusão (até 19h30). Já em casa, descarte as embalagens de alumínio e passe a comida para travessas bonitas. A dica é escolher um prato que possa ser aquecido no forno antes de ser servido.

* Opção supercharmosa (mas sem perder a praticidade): quer aproveitar a ocasião pra surpreender seu amor? Para o ex-publicitário, aprendiz de cozinheiro e eterno sedutor Vicente Canabarro, cozinhar pode ser uma opção mais sexy e romântica por vários motivos. "Preparar o jantar torna a experiência mais íntima, afinal serão só vocês dois e não um restaurante lotado. Acima de tudo, você pode mostrar um talento para a outra pessoa. E alguém que te admira vai te desejar ainda mais", resume.

Essa opção requer um pouco mais de organização, mas com poucos ingredientes é possível impressionar. Planeje-se para fazer a lista e ir ao supermercado com dois ou três dias de antecedência.

Checklist do jantar

* Guardanapos
* Água (mesmo se a bebida principal for vinho ou suco)
* Vinho ou bebida da preferência
* Papel higiênico
* Desodorizante para o banheiro
* Velas
* CDs e MP3
* Chocolate (se pularem a sobremesa, sempre é bom ter um chocolate em mãos para mais tarde)

A Decoração


* Luz: aposte na iluminação indireta, que cria o clima intimista sem deixar sua casa com cara de boate. Pode ser uma luminária de canto, pontos de luz pequenos ou, se a intenção é escancarar o romantismo, velas. Nesse caso, opte por aquelas que vêm em um pequeno rechaud. Quando acabam só precisam ser substituídas, sem sujeira. Você pode dispor alguns em um recipiente bonito com água ou colocar os rechauds em copinhos coloridos.

* Mesa: nada de 18 mil talheres, porta-talheres e complicações. A regra aqui é encantar com simplicidade. Um bonito jogo americano e um copo grande com flores frescas já dão uma cara nova e romântica ao conjunto de pratos de todo dia. O jogo americano também facilita a limpeza de tudo depois.

* Louça: sem parecer neurótica por uma cozinha impecável, vá discretamente recolhendo o que já foi usado durante a noite. Se você optou por cozinhar, lave as panelas, potes e utensílios durante o preparo. Não precisa lavar a louça do jantar na mesma noite, mas deixe-a organizada dentro da pia. Não quebra o clima nem vira dor-de-cabeça no dia seguinte.

* Geral: cheque se há papel higiênico no banheiro, se as pias estão limpas e se a cama está arrumada e convidativa.


 Trilha sonora
Com dois dias de antecedência, pense no playlist para não ficar dependendo de CDs dos anos 90 espalhados pela casa ou do rádio na última hora. O ideal é organizar seus discos ou MP3 mais calmos, sem cair no clichê romance escancarado, e deixar a sua companhia livre pra trocar os sons. Ela vai gostar de ser DJ enquanto você prepara os detalhes. 



Fonte: www.organizesuavida.com.br

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Organize-se nos estudos

Quando se vai à escola, ou quando seus filhos estão indo a escola, organização é essencial. Deveres de casa, resultados de testes, formulários, guias de estudo, enfim, montes de papéis são carregados de casa para escola e vice-versa. Ao organizar seu material e planejar suas atividades, você garante que nada será perdido ou desperdiçado e seu rendimento ou de seus filhos aumenta.

 Calendário
Utilize um calendário mensal com espaço para anotações. Eles são mais flexíveis para inserir e remover notas, testes e materiais de leitura. Nele você deve planejar e agendar tempo para as atividades relacionadas à escola, como encontros, testes e tarefas de casa. Prefira fichários a cadernos espirais.

Planejadores 
Adquira planejadores ou organizadores estudantis para estudantes a partir de 14 anos. Com eles fica fácil guardar e classificar em categorias distintas os testes, deveres de casa, formulários para autorização e materiais de estudo. Deles ainda constam calendários, agendas, listas de atividades e outras ferramentas de planejamento.

Organize seu tempo
Não se comprometa com mais atividades do que é capaz de cumprir. Faça uma tabela do tempo que precisa para realizar seu trabalho escolar e suas tarefas em casa.
Programe sessões de meia hora de estudos. Você absorve mais e não fica cansado. Não deixe para estudar para a prova em cima da hora.
Determine quantas sessões de estudo você precisará e agende-as no seu calendário. Só então encaixe as atividades extras, levando em conta o tempo que leva para mudar de uma para outra.

 Computadores
Utilize seu computador como uma ferramenta facilitadora.Ao invés de escrever e reescrever rascunhos, utilize-se de um programa de processamento de textos. Isso aumenta a sua produtividade e reduz a carga de trabalho.
Faça também uso das enciclopédias, dicionários e outros recursos educacionais disponíveis na Internet.

Lista de Tarefas
Não confie somente em sua memória. Tome nota de testes futuros, aulas e outros itens importantes.
Faça também uma lista principal com tudo que tem que cumprir, transfira aos poucos para sua lista de tarefas diárias e risque na lista principal o que já foi realizado.

Não se atraseSe estudar de manhã, acorde cedo o suficiente para se aprontar para a escola sem pressa.
Para ter certeza de levantar, deixe o seu despertador do outro lado do quarto, assim você é obrigado a se levantar para desligá-lo.
Não saia para a escola no último minuto, leve em consideração o trânsito e outras circunstâncias que podem fazer você se atrasar.
Deixe o uniforme ou a roupa que for usar preparada, assim como o seu material.

 Dica
1. Para cada hora de estudo em sala de aula, você deve separar duas horas para estudar em casa.
2. Não deixe de conhecer a técnica de memorização através dos mapas mentais, que triplicam a sua capacidade de assimilação de idéias.

fonte: www.organizesuavida.com.br

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Cuidando das roupas de frio





Com o friozinho chegando, é hora de tirar as roupas de frio do maleiro.


Aproveitando a oportunidade transcrevo um post publicado no site http://moda.culturamix.com que dá dicas de como cuidar das roupas de inverno antes de usa-la 



O outono está chegando ao fim e o inverno se aproxima, para boa parte dos brasileiros, especialmente os que moram na região sul é hora de fazer a troca nos guarda-roupas, guardando as roupas de verão e meia estação e tirando as roupas de inverno, casacos de lã, cobertores e edredons.


Mas as roupas guardadas por muito tempo precisam de alguns cuidados especiais antes de serem usadas, pois é muito comum a presença de ácaros e de mofo em roupas guardadas, e que podem desencadear alergias e doenças respiratórias. Nesse artigo selecionamos algumas dicas de como limpar, guardar e conservar as peças de inverno, que são mais delicadas ou difíceis de conservar.

Lavar as roupas


Primeiramente as roupas sempre devem ser guardadas limpas, seja logo depois de usar e principalmente de uma estação para a outra, porque as manchas de sujeira, mesmo as mais simples e fáceis de lavar, assim como o suor do corpo, quando secam e ficam no tecido por muito tempo acabam por oxidar e acabam por danificar as peças permanentemente, pois a maioria delas não saem mais totalmente.
Assim, antes de guardar as roupas é importante lavar, mesmo que tenham sido usadas e aparentemente estejam limpas, lave para evitar as manchas amareladas da oxidação.
No entanto na próxima estação, quando for tirar do maleiro o processo deve ser repetido, e todas as peças devem ser lavadas novamente, uma lavagem leve, somente para retirar a poeira, os fungos e ácaros que se acumulam pelo tempo sem serem ventiladas ou mexidas.


Tricô, lã e malha

Agora que o tricô e os casacos de lã voltaram a moda, todo o cuidado com as peças que você tem guardadas há muitos invernos é pouco. Essas peças devem ser lavadas preferencialmente a mão, om detergente neutro ou sabão de glicerina, se quiser colocar na máquina use o processo delicado, porem atenção, NUNCA use sabão em pós nas roupas de lã, não seque na secadora, não torça e nem pendure no arame, esses processos vão encolher, endurecer, ou espichar as fibras da lã, ou seja, vão deformar suas roupas.
Lave a mão, aperte as peças e coloque dentro de uma fronha de travesseiro ara pendurar no arame.

Roupas de couro


As roupas de couro também estão muito na moda este inverno, e estas peças na sua grande maioria são peças clássicas e atemporais, ou seja, não saem de moda. o couro é difícil de ser conservado, embolora, cria manchas e deformidades.
O recomendado e que no mínimo uma vez por mês se coloquem essas peças para serem arejadas no vento, depois de limpadas com um pano úmido se for necessário.
Uma dica dos especialistas que trabalham com roupas de ouro é no início da estação passar uma flanela com hidratante nívea nos casacos de couro e arejar na sombra, esse processo renova a peça e não deixa mofar.

Outros materiais

As roupas de outros materiais também requerem cuidados antes de usar, roupas mais simples e de tecidos mais comuns podem ser lavados na máquina no processo rápido somente com amaciante, para tirar a poeira e os ácaros, já as peças mais delicadas devem ser lavadas a mão com sabão neutro, colocadas a secar na sombra, ou seguindo as orientações do fabricante.

Cuidando bem das suas roupas você poderá tirar muito mais proveito das peças, pois grande parte das tendências vão o voltam, como é o caso dos casacos e blusões de lã, feitos a mão…quem não tem um guardado no fundo do guarda-roupa?


Na Organizzata você encontra...



quinta-feira, 19 de maio de 2011

Como Planejar o Quarto do Bebê


Aproveitando a minha "Madrinidade" recente, resolvi ajudar a mamães e futuras  mamães, nessa etapa tão importante de suas vidas


O quarto deve passar para o novo morador, uma sensação de aconchego, segurança, proteção e amor, ou seja, o mesmo que sentia na barriga da mãe.
Paredes
As paredes devem ser pintadas com cores claras e discretas, e se puderem ser lavadas, melhor. Se preferir, pinte apenas a parede que seja mais visível ao entrar no quarto ou aquela atrás do berço.
As cores tem vibração e podem afetar as crianças.
As mais recomendadas são: azul bem clarinho (para meninos), rosa bem clarinho ( para meninas), verde bem clarinho ou bege bem suave. Nada de rosa ou azul berrantes.

Evite vermelho e branco. O vermelho não deve ser usado em nenhum cômodo por ser muito agitado, estimulante e agressivo. E o branco não estimula os sentidos da criança.
Evite o uso de sancas, tapeçarias ou outros ornamentos de gesso que favorecem o acúmulo de poeira.

Móveis e acessórios
As cores vivas e os desenhos devem ser colocados em cortinas, cadeiras ou em outros detalhes.

Como a visão do bebê nasce muito restrita e vai melhorando aos poucos, é recomendado que o quarto tenha pontos de interesse em cores fortes como móbiles borders e rodameios.
Laqueados são bonitos, fáceis de limpar e não sobrecarregam o quarto.

Se preferir móveis de madeira, prefira os claros, como o padrão marfim.

Evite colocar no quarto bichos de pelúcia. Escolha os brinquedinhos em plástico lavável e atóxico e que não soltem peças que possam ser engolidas.
Coloque somente os móveis necessários no quarto, para facilitar a circulação.

 Tapetes
Não é aconselhável a colocação de tapetes no quarto, para evitar poeira e acidentes. Caso faça questão, prefira os laváveis e antiderrapantes.

 Iluminação
Coloque um dimer para controlar a iluminação do quarto.Deixar uma luzinha acesa à noite no primeiro ano é muito mais importante aos pais do que para a criança. Apenas depois do primeiro ano ela começará a associar luz com segurança.

 Berço
O bebê pode dormir no quarto dos pais até 2 meses. Ele pode dormir no carrinho, no moisés ou na cestinha, mas passado este período, quando ele começar a girar sozinho, o berço passa a ser fundamental.

Deve ser colocado entre a janela e a porta para evitar as correntes de ar e deve-se escolher um colchão de espuma, forrado de tecido (não use forro plástico no berço).

Prefira o berço com duas alturas ou de grade móvel. Isso facilita o manuseio do neném nos primeiros meses. Escolha um berço com grades arredondadas e que tenham no máximo 8 cm de separação entre uma grade e outra.
Compre protetores laterais e de cabeceira para berço. Ele deve ficar sempre bem preso, sem laços ou cordões ao alcance dos bebês.

Se possível, adquira a cama com o auxiliar por baixo.
Enquanto a criança é pequena, o auxiliar serve como baú para os brinquedos.
Quando crescer, é usado para receber os coleguinhas que forem dormir.
A hora certa do bebê deixar de usar berço é quando ele conseguir apoiar os braços sobre a grade.

 Lençóis
Se o lençol tiver elástico na borda e fizer um conjunto com edredom, melhor, pois o bebê fica mais confortável. Escolha lençóis de algodão, sem muitos bordados ou aplicações que dificultem a lavagem.

 Colchão
A escolha de um enchimento antialérgico é aconselhável, pois poderá ser lavado à máquina.
Veja se o colchão se ajusta perfeitamente ao estrado para que não sobre espaço onde o bebê possa prender a mão.

 Travesseiro
Até dois anos de idade o bebê não precisa de travesseiro, porém, providencie alguns itens para a decoração do quarto como móbiles, bichinhos de pelúcia, almofadas, etc..

 Banheiro
Caso o quarto da criança for uma suíte, mantenha a porta do banheiro sempre fechada.

 Piso
Escolha um piso prático. Se os pais forem alérgicos, terão grandes chances de terem um filho alérgico. Neste caso, evite o carpete.
Escolha o vinil, mais recomendado quanto à facilidade de limpar e não juntar poeira.
Em locais quentes, também utiliza-se bastante a cerâmica. Em locais frios, use a madeira.
Quando não for possível tirar o carpete, aspire-o diariamente.

 Cortinas
Prefira cortinas simples e fáceis de lavar. Evite aquelas volumosas e com babado.
Retire os móbiles quando o bebê completar 5 meses, pois a partir daí ele vai querer pegá-los e pode se machucar com os fios.

 Cômoda
Escolha uma cômoda de altura apropriada à mãe, pois é aí que ela trocará o bebê.Deixe tudo à mão para não ter que se distanciar do bebê. Caso tenha que pegar algo, nunca deixe o bebê sozinho, sempre o leve com você.

 Poltrona 
Escolha uma poltrona confortável para amamentar. A mãe deve conseguir encostar a planta dos pés no chão e as costas inteiras no encosto e deve ter apoios para os braços para que ajudem a segurar o bebê. O canto para amamentação deve ter uma iluminação suave e uma mesinha ao lado da poltrona para que a mãe possa colocar alguns objetos, como jarro e copo com água (amamentar dá sede), relógio, etc.

Ventilação
Evite o uso de ventiladores diretamente na criança e do ar condicionado. Em casos de calor extremo, use ventiladores de teto na função exaustor.

Janelas
Use persianas, que são mais fáceis de limpar. Se optar por cortina, use tecidos mais leves e sem babados ou pregas para não acumularem muita poeira.
Coloque telas na janela para evitar a entrada de insetos. Evite o uso de mosqueteiro, pois junta poeira e pode ser puxado pelo bebê se as pontas ficarem ao seu alcance.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Organize-se e Economize nas Compras


Com uma calculadora, sem pressa nem crianças, você consegue economizar muito mais.
Lápis e papel na mão. A ordem é economizar, planejar as compras e subtrair as despesas inúteis. Não há dúvida de que a crise apertou o cinto e está fazendo com que a dona(o)-de-casa seja mais seletiva e adquira maior vigilância na hora de escolher os produtos: o que interessa é buscar o menor preço e a melhor qualidade.
É claro que não é nada fácil vencer esse desafio, principalmente quando tudo está nos tentando no supermercado. Mas, se você também está disposta(o) a enfrentar preços, mãos à obra. Comece desde já a eliminar os gastos superficiais. Resumimos aqui algumas dicas que podem ajudá-la(o) a controlar o terrível gesto de comprar por impulso.


Faça uma lista completa dos itens que precisa. Isso evita que você esqueça alguma coisa e depois tenha que recorrer à padaria ou mercearia, que geralmente cobram mais. Mantenha-se estritamente dentro dessa relação, sem ceder às tentações.


Vá pessoalmente ao supermercado: ninguém melhor do que você para verificar a aparência e os preços dos produtos, levando em conta o gosto e a necessidade de sua família.


As pesquisas revelam que as donas de casa compram muito mais quando estão com fome. O apelo das embalagens as induz para levar o dobro. Portanto, saia de casa bem alimentada.


Visite dois ou três estabelecimentos e escolha aquele que oferece melhores condições. É claro que para supermercados distantes de sua casa é necessário ver se o gasto com a gasolina vai compensar.


Se o luxo e o bom atendimento não são essenciais, experimente conhecer aqueles supermercados do tipo "mini-box" ou pequenos varejões. Eles não fornecem pacoteiros, sacos de embrulho, não entregam a domicílio e alguns não aceitam cheques, mas,em compensação, os produtos são mais baratos.


Compare os preços através dos jornais. Alguns supermercados publicam frequentemente uma lista com a cotação dos principais produtos. Sempre haverá ofertas que podem interessar a você.


Não faça compras com pressa. Você pode levar produtos inúteis, novidades desnecessárias e esquecer o indispensável.


Durante as compras, habitue-se a usar a máquina de calcular. Isso ajuda a controlar os gastos e não comprar além do que pode.


Faça suas compras de preferência sem a companhia das crianças, que fatalmente terminam por acrescentar alguns itens extras no seu carrinho.


Faça um roteiro de compras dentro do supermercado. Isso ajuda a organizar o carrinho e, principalmente, a economizar. Se você comprar primeiro os produtos de primeira necessidade, registrando os preços na calculadora, saberá o quanto ainda poderá dispender com os produtos de limpeza ou artigos menos importantes.


Seja uma consumidora desconfiada dos preços, propagandas enganosas e, principalmente, veja se as marcas que habitualmente consome ainda atendem as suas necessidades. Orgulhe-se de preferir o que é bom e barato.


Compare os preços dos produtos entre as várias marcas, observando peso ou quantidade, data de fabricação e prazo de validade: muitas vezes, as diferenças são assustadoras.


Analise se as ofertas do tipo "leve 4 e pague 3" são realmente lucrativas: não adianta levar mais gelatina ou chá para casa, se você já os tem em boa quantidade.


Cuidado com as embalagens gigantes de produtos de limpeza. Só compre sabão em pó, detergente ou amaciante em grande quantidade se você (ou a empregada) souberem usá-los com moderação.


Cuidado quando for comprar latarias. Muitas delas são desnecessárias (você mesma pode comprar os vegetais ou frutas e fazer sua própria conserva, aproveitando a safra dos alimentos). Se realmente precisar, examine as latas atentamente e recuse aquelas amassadas, estufadas ou enferrujadas: esses defeitos alteram o produto. Rótulos desbotados ou sujos são sinais de produtos velhos.

Prefira as conservas e compotas embaladas em vidros. Elas podem até ser mais caras, mas, em compensação, você pode observar a qualidade dos produtos. Se estiverem com fungos, fermentação, espuma ou tampa enferrujada, recuse-os.

Atente para a vida útil dos produtos: latarias resistem até 1 ano, mas atum, sardinha ou carne enlatada só duram 8 meses. Cuidado com a compra exagerada de cereais. Eles só duram muito tempo se forem devidamente embalados. Comvém estocar produtos de limpeza ou de higiene pessoal, por exemplo, que resistem muito mais.

Controle o impulso de comprar muitos biscoitos, doces e petiscos. Estabeleça uma quantidade mínima para satisfazer a gulodice de sua família e observe atentamente suas condições: recuse aqueles biscoitos quebrados, os chocolates derretidos e as balas grudadas, para não causar danos ao bolso nem à saúde.

Rejeite produtos congelados cujas embalagens de papelão estejam com bolhas, manchas ou danificadas. Isso denuncia mercadoria estragada, devido ao manuseio e a flutuação de temperatura. Não aceite também embalagens que se apresentam com bloquinhos de gelo na superfície: é sinal de que o balcão pode ter sido desligado à noite.

Nem todos os produtos podem ser estocados em freezer por muito tempo. Veja alguns exemplos: manteiga:45 dias; iogurtes: 20 a 30 dias; hambúrguer, quibe e almôndega: 1 mês. Por isso, é melhor comprá-los em pequenas quantidades e consumi-los frescos.

Devolva no próprio local todo o alimento estragado. Em caso de reclamação, registre sua denúncia no órgão de defesa do consumidor de sua cidade ou entre em contato com a própria empresa.

Não se esqueça de guardar o ticket do caixa, para o caso de precisar trocar alguma mercadoria.

Observe se os produtos que exigem baixa temperatura estão mesmo nos balcões frigoríficos. Os alimentos congelados devem ser comprados por último para evitar que o produto se descongele e, portanto, altere as suas características.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Dicas para treinar sua empregada doméstica



O problema de muitas patroas é que esperam que suas funcionárias adivinhem seus pensamentos. As maiorias das empregadas domésticas precisam de um bom treinamento e orientação detalhada para conseguirem exercer suas funções com a máxima eficiência possível.
Quem deve estabelecer o que, quando e como deve ser feito é a dona da casa. Sem essas orientações básicas fica difícil executar um trabalho produtivo.
Quer algumas dicas? Então anote:
1. Identifique locais e objetos
Para facilitar a identificação o que guardar em cada gaveta, prateleira ou caixa, utilize etiquetas. Assim, sua empregada não tem que decorar cada detalhe.
Se não gostar de etiquetas visíveis, cole nas laterais ou na parte interna dos móveis e objetos. Essa tarefa fica muito mais fácil com etiquetadoras eletrônicas.
Essa dica serve para facilitar a vida de toda a família, na hora de encontrar algum objeto.
2. Crie uma lista de tarefas 
Liste todas as tarefas domésticas que devem ser executadas com o máximo de detalhes possíveis (produto a ser usado na limpeza, periodicidade, o que evitar, como limpar etc)
3. Estabeleça datas e periodicidade das tarefas
Agrupe essas tarefas por ordem cronológica e crie o seu checklist diário, semanal e mensal a ser utilizado pela empregada.
4. Vistorie o resultado e dê a ela um feed back 
Reserve um tempo para acompanhar sua empregada e assistir como ela executa cada tarefa. Corrija o que estiver errado.
5. Elogie sua empregada 
Valorizar o trabalho das pessoas é a melhor maneira de estimulá-las a buscar sempre fazer o melhor. Reconheça a importância do trabalho dela e o quanto você aprecia encontrar tudo limpo e organizado.
 Fonte: www.organizesuavida.com.br

Receba por Email